DICA DE LIVRO: "Depois da Rainha Victoria, Edward VII - Os Anos Que Levaram À Primeira Guerra Mundial", de André Maurois ~ Identidade 85 ::

sábado, fevereiro 11, 2017

DICA DE LIVRO: "Depois da Rainha Victoria, Edward VII - Os Anos Que Levaram À Primeira Guerra Mundial", de André Maurois


Livros sobre a Primeira Guerra começam a se avolumar, diferente de décadas atrás quando a Segunda Guerra dominava o interesse dos leitores e "apreciadores" de história de guerras. Agora, livros como esse, são sempre particularmente interessantes.
No geral todos sabemos o que ocorreu a partir de 1914, temos explicações sobre o início da Grande Guerra (como o Imperialismo), sabemos da rivalidade das potências da época... E é justamente nesse contexto que aparece a figura de Edward VII, o rei do Reino Unido e dos domínios britânicos e Imperador da Índia. Ele sucedeu o reinado mais que sexagenário da mãe, Vitória (1819-1901), que deixou sua marca, criando uma Era, na Inglaterra que era a grande potência, a "fábrica do mundo".

Mas, ao contrário da mãe, o Reino Unido recebeu a coroação de Edward VII (1841-1910) com algumas ressalvas.

Ele era o filho mais velho de Vitória e tinha naquele momento 59 anos, sendo conhecido era conhecido por ser mulherengo, glutão e dado a jogos de azar. Um de seus casos amorosos causou tal escândalo que muitos dizem que matou de desgosto seu pai, o Príncipe Albert (1819-1861), poucas semanas depois.

Mas Edward VII acabou sendo conhecido como O Pacificador, e seu reinado, mesmo que curto (apenas nove anos), foi crucial para algumas movimentações políticas no Reino Unido e na Europa.

Lançado originalmente em 1933, o livro traça seu perfil: um monarca repleto de contradições em um momento importante da história mundial, a passagem do século XIX para o XX – os impérios que dominavam o mundo no século XIX estavam para ruir com a Primeira Guerra Mundial, e um novo ator surgia com força no cenário político mundial: os Estados Unidos (antes de ser coroado, Edward VII foi o primeiro membro da Casa Real Britânica a visitar oficialmente a antiga colônia). Enquanto o mundo se contorcia em mudanças – o cinema e o carro tinham acabado de ser inventados –, Edward VII tentava arrumar a própria casa contendo os ânimos de conservadores e liberais que brigavam por uma nova Constituição.

Embora não devamos mais fazer uma história de grandes personagens, olhando para os múltiplos grupos que compõe as sociedades, o livro nos ajuda a entender o particular e a partir dele procurarmos criticamente analisar o mais amplo daquele dado momento histórico.

Edward, que viveu a Belle Époque, reinou de 22 de janeiro de 1901 até sua morte, em 6 de maio 1910, ou seja, não viu a Guerra acontecer, mas foi testemunha da corrida armamentista e das alianças do momento, como príncipe e como rei, e com certeza deve ter imaginado em seus últimos dias que as coisas, do jeito que estavam, bem não iriam continuar.

André Maurois, o autor, como dizem sempre fascinado pelos meandros da nobreza britânica, disseca esses jogos de poder em um livro indispensável para quem gosta de história e política.

PARA ADQUIRIR O LIVRO: acesse.vc/v2/dc534359


livro edward vii


Compartilhar:

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Digite e tecle Enter para buscar!